POLICIA MILITAR EM LUTO / BA - Policial Militar morre baleado após perseguir carro do parceiro da ex-namorada em Feira de Santana.


O policial militar Florisvaldo Moreira Santos Júnior, morreu na madrugada desde domingo (26), após uma perseguição na Avenida Nóide Cerqueira em Feira de Santana. O PM era responsável pela segurança do Conjunto Penal de Feira de Santana e trabalhava na Companhia Independente de Polícia de Guarda, ele foi alvejado com um tiro no pescoço e morreu no local.

De acordo com informações do Acorda Cidade, a delegada Ludmila Vilas Boas, que efetuou o levantamento cadavérico do policial, informou que Florisvaldo teria perseguido um veículo Honda Civic, onde estavam uma ex-namorada dele e um rapaz, identificado como Ronaldo Jerônimo de Souza Carvalho. O casal teria saído de um bar e estava chegando na casa da mulher, quando ela percebeu o carro de Florisvaldo nas proximidades. Eles, então, fugiram do local e foram perseguidos pelo PM.

“Quando chegamos ao local, a primeira informação era que ele teria se envolvido em um acidente de trânsito, mas depois a Polícia Militar, os servidores da guarnição do local, informaram que ele teria perseguido um veículo, onde estariam um rapaz e uma ex-namorada dele e ao se aproximar do carro ele teria recebido um disparo no pescoço. A única testemunha no local seria essa ex-namorada, que disse que nessa perseguição ele também chegou a efetuar alguns disparos pra cima. No fim, se verificou que o crime foi passional, mas ainda outras pessoas deverão ser ouvidas, testemunhas que por ali passaram por acaso e também vamos observar as câmeras da Seprev”, declarou a delegada.

Informações colhidas no local dão conta de que durante a perseguição, o veículo Honda Civic bateu em dois veículos e, em seguida, colidiu frontalmente com um poste, ficando parcialmente destruído. O policial teria parado o carro que dirigia, um Corolla prata, pouco a frente, descido do carro e quando abriu a porta do veículo onde estava o casal, foi alvejado com o disparo no pescoço pelo atual companheiro da ex-namorada.

De acordo com a delegada Ludmila Vilas Boas a ex-namorada do policial militar, que solicitou a manutenção de identidade em sigilo, revelou que ela e o policial não tinham um bom relacionamento e que sofria agressões. O fim da relação, há cerca de um ano foi marcado por ameaças do policial.

Bahia Noticias

Escrito por REDE DE COMUNICAÇÃO DO POLICIAL

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



    Comentário do Google+
    Cometários do Facebook

0 comentários:

Postar um comentário