quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

REDE DE COMUNICAÇÃO DO POLICIAL

QUE POLÍCIA NÓS QUEREMOS? TV Bahia fez essa pergunta no seu telejornal após as Declarações de Canário e de um ator da Globo sobre a PM no carnaval


Devemos mesmo nos fazer essa pergunta: QUE POLÍCIA NÓS QUEREMOS?

A Polícia que arrisca sua vida para prender traficante, para evitar que os jovens usem drogas? 
Ou a Polícia que deixe o traficante livre para a droga chegar aos filhos dessa sociedade, já  que esta se omite?

A Polícia que no Carnaval evita um mal maior, usando o cassetete diante de uma selvageria de foliões ?
 Ou a Polícia que se omita diante de uma briga generalizada no Carnaval? 
Até  hoje nenhum Sociólogo no mundo apresentou uma técnica policial capaz de conter uma briga generalizada na multidão, sem uso de Gás Lacrimogêneo ou Cassetete. No dia em que apresentarem, vamos agradecer e acolher essa técnica. 

Claro que que a Polícia deve ter cuidado para não se exceder e nem atingir inocentes. Não defendemos o excesso, mas sim a energia necessária para conter a selvageria. Com os meios  proporcionais à situação. Sem isso, o mal será maior para a própria sociedade.

Vamos refletir, abrir o debate e aguardar que os Sociólogos apresentem uma solução policial para essas brigas generalizadas.

* Capitão Tadeu Fernandes 
Sobre o Autor: ANTONIO TADEU NASCIMENTO FERNANDES 
Oficial da PMBA, Advogado, professor, fundador do CENAJUR, 
ex Vereador de Salvador e Deputado Estadual.

REDE DE COMUNICAÇÃO DO POLICIAL

Escrito por REDE DE COMUNICAÇÃO DO POLICIAL