terça-feira, 20 de junho de 2017

REDE DE COMUNICAÇÃO DO POLICIAL

POLICIA SOCIAL - Polícia Militar recolhe donativos durante Campanha do Agasalho

O Comando de Policiamento da Região Leste está realizando mais uma Campanha do Agasalho, em Feira de Santana. O major Paulo José Santos, novo comandante da 66ª CIPM, esteve no programa Acorda Cidade na manhã desta terça-feira (20), onde deu mais detalhes da campanha.

De acordo com ele, o objetivo principal da campanha, que já está na quarta edição, é ajudar a quem precisa, além de aproximar a Polícia Militar da sociedade. “A PM também realiza ações sociais. Precisamos nos aproximar da sociedade, pois ela é quem nos paga e nós precisamos protegê-las em todos os instantes”, afirmou.

De acordo com o comandante, todas as unidades especializadas estão recebendo as doações. A campanha segue até o dia 17 de julho e a PM também disponibilizou números de telefone para que a população possa tirar dúvidas e solicitar viaturas para recolher os donativos. “Os números são 3624-6401 e 9 9143-8418. Na área da nossa responsabilidade, que é a 66ª Companhia, que fica na Rua Centenário, bairro SIM, as pessoas podem se dirigir até lá e com certeza receberemos esses donativos que serão úteis para a população”, disse.

A expectativa este ano, é que o número de donativos supere a quantidade do ano passado. Segundo o major Paulo José Santos, a cada ano a campanha é superada. “Até agora já temos 30% das nossas arrecadações. Vale ressaltar que na primeira edição, em 2014, arrecadamos 4 mil donativos, em 2015 dobramos e no ano passado foram 10 mil. Este ano queremos ultrapassar essa marca, chegando a 15 mil donativos”.

Policiamento nos distritos de Feira

Na oportunidade, o major Paulo José Santos ainda falou sobre a segurança em alguns distritos de Feira de Santana, onde tem sido grande o número de reclamações. Ele afirmou que em cada distrito a Polícia Militar tem uma viatura, além de motos que realizam rondas.

“Hoje deverei visitar os distritos de Tiquaruçu, Jaíba e Matinha para conversar com a comunidade, com as lideranças e ouvir as queixas. Assim, a gente poderá corrigir os problemas que estejam acontecendo. A companhia tem uma área muito grande e isso é um complicador, mas isso não vai nos impedir de trabalharmos com seriedade”, destacou.
Acorda Cidade

REDE DE COMUNICAÇÃO DO POLICIAL

Escrito por REDE DE COMUNICAÇÃO DO POLICIAL

HOSPITAL JUAZEIRO

HOSPITAL JUAZEIRO

CLINICA VALE SAÚDE

INTERNET VIT. DA CONQUISTA

INTERNET SIMÕES FILHO