SANTA LUZIA / BA - Três adolescentes morrem e dois jovens são baleados em ataque no Sul da Bahia


Três adolescentes morreram e dois jovens foram baleados durante um atentado na noite de sexta-feira (17), em uma casa, no distrito de Betânia, que pertence ao município de Santa Luzia, no Sul da Bahia. Segundo informações da polícia, as vítimas estavam na sala assistindo a um filme, quando homens encapuzados chegaram rendendo as pessoas, tiraram elas de dentro do imóvel e as balearam no meio da rua. No local havia ainda três crianças que foram poupadas e três jovens que conseguiram fugir subindo uma escada que há na casa e pulando a laje.
O adolescente de prenome Rodrigo morreu local, já Douglas Silva, 14, e Pedro Henrique, ainda foram socorridos por populares, mas morreram a caminho do Hospital de Base de Itabuna. Mariele Paula Silva Oliveira, 20 anos, e Paulo Almeida dos Santos Junior, 22, permanecem internados na unidade de saúde. Mariele, que é moradora da casa,  foi atingida na cabeça e tem estado grave.
Segundo a polícia, as três crianças que estavam no imóvel na hora do crime são irmãos dela e um outro irmão mais velho está entre as pessoas que conseguiram fugir pulando da laje. A mãe da vítima, que também mora no endereço, não estava em casa na hora do crime. Os corpos foram levados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itabuna.

"Por volta das 21h20 chegou ao conhecimento da guarnição de Santa Luzia que havia um tiroteio em Betânia. Chegando ao local foram encontrados cinco baleados. Na casa onde ocorreu o crime funciona um ponto de tráfico de drogas", informou um policial da coordenação da 62ª Companhia Independe de Polícia Militar (CIPM/Camacan). "Não temos muitas informações ainda porque nestes locais impera a lei do silêncio, ninguém sabe de nada", acrescentou.
Betânia, é um vilarejo entre os municípios de Santa Luzia e Canavieiras, que possui uma população de menos de 1500 pessoas.  A Polícia Militar faz buscas na região e a Polícia Civil investiga o caso. Ainda não há informações se as vítimas têm passagem pela polícia.
Segundo uma fonte da polícia, que preferiu não ser identificada, Paulo, Rodrigo e Mariele poussuíam envolvimento com o tráfico de drogas. "Mariele já foi casada com um traficante da região de Una", disse. A fonte informou ainda que a briga do tráfico de drogas na localidade começou após o traficante conhecido como Na Ré, que ficou preso por muito tempo no Conjunto Penal de Itabuna ser solto, coincidindo também com a soltura de um traficante de Mascote, que fica na mesma região.
"Os dois estão disputando o controle das bocas da região, por isso tem ocorrido esses confrontos. Na Ré é ligado à facção  PCC (Primeiro Comando da Capital) e controlava parte do tráfico em Canavieiras e em Santa Luzia. O grupo de Mariele é ligado a ele", explicou.
Correio24hrs

Escrito por REDE DE COMUNICAÇÃO DO POLICIAL

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.