POLICIA - Sargento é preso por matar pedreiro em Salvador Ba


O sargento da reserva do Corpo de Bombeiros, Armando Correia Vilas Boas Filho, de 54 anos, foi preso, em cumprimento a um mandado de prisão temporária pelo homicídio do pedreiro Raimundo Nonato Santana, de 47 anos, ocorrido em 28 de janeiro, no bairro de Fazenda Grande II. Segundo a polícia, o sargento se apresentou no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), acompanhado de um advogado, na última quinta-feira (2), para esclarecer a morte de Raimundo, e acabou detido.
 A versão dada pelo bombeiro aponta que o crime aconteceu porque o pedreiro fez menção de pegar algo na cintura.
No entanto, após investigação feita pela Polícia Civil, em contato com testemunhas, ficou constatado que tudo não passou de uma mentira.
Segundo elas, Armando havia ingerido grande quantidade de bebida alcoólica ao longo do dia e prometeu diversas vezes que mataria uma pessoa aleatória, naquele dia, mesmo sem ter motivos para tal.
O pedreiro estava voltando de bicicleta da casa da mãe, trazendo um pacote de fraldas, quando foi chamado pelo sargento, que estava sentado na calçada.
"Armando disse que o mataria e o pedreiro indagou o motivo, implorando por sua vida, mas, mesmo assim, acabou sendo baleado nas costas, ao tentar fugir", afirmou o delegado José Mário Mota, titular da 2ª Delegacia de Homicídios (2ª DH/Central).
A investigação levantou também que, antes de matar o pedreiro, o sargento já havia ameaçado um vendedor de jaca, que havia cobrado dele R$ 10 por uma fruta. Após comer a fruta com a família, o sargento voltou até o vendedor e disse que se não devolvesse o dinheiro, ele seria morto.
De acordo com a polícia, o dono da jaca, depois de negar que a fruta estivesse ruim, acabou atendendo a exigência e teve a dívida perdoada. Armando seguiu para a Corregedoria da Polícia Militar (PM), onde ficará preso no Batalhão de Choque, em Lauro de Freitas.
 Metro 1


Escrito por REDE DE COMUNICAÇÃO DO POLICIAL

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.