BRASIL - Advogados da defesa de Lula retrucam Moro em depoimento de Gabrielli


Na audiência de depoimento do ex-presidente da Petrobrás, o baiano José Sérgio Gabrielli, como testemunha de defesa do ex-presidente Lula (PT) na Operação Lava Jato, os advogados do petista chegaram a um momento de mal estar com o juiz federal Sérgio Moro.
Os advogados ficaram incomodados com perguntas frequentes do magistrado a respeito da mudança da diretoria internacional da Petrobrás. Gabrielli negou que sabia os motivos da modificação de Nestor Ceveró com Jorge Zelada.
Apesar de fazer parte do conselho de administração, cuja mudança da diretoria foi autorizada, Gabrielli informou que não sabia das motivações e explicou processo de remodelação da lógica da diretoria internacional, a qual defendia sua redução.
O clima tenso começou quando Moro insistia em saber do baiano que a troca de diretoria partiu de pressão do PMDB. Gabrielli informou que não sabia e que assuntos partidários não eram tratados no conselho, contudo, sabia do assunto pela imprensa. Em dado momento dos questionamentos, os advogados interromperam o juíz.

Confira o diálogo:

Advogado 1:
- Vossa Excelência está insistindo.

Moro:
- Eu estou fazendo as perguntas, doutor. Não estou induzindo...

Advogado 2:
- Perguntas já respondidas, que já foram respondidas

Moro:
- Eu ouvi pacientemente as perguntas da defesa e do Ministério Público. Eu estou fazendo minhas perguntas. Certo?

Advogado 2:
- Mas suas perguntas são perguntas de uma inquisidor e não as perguntas de um juíz...

Moro:
- Doutor, doutor respeite o juízo.


Os questionamentos foram feitos por videoconferência. Gabrielli em Salvador e Moro diretor de Curitiba, sede das investigações. 

Confira vídeos do depoimento publicado pelo jornal Estadão:

Escrito por REDE DE COMUNICAÇÃO DO POLICIAL

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.